sábado, abril 19, 2008

Ruínas de Engenho em Queimados


Foto: DELFIM













Uma das hipoteses para o nome de Queimados, é que a cidade era onde se "Queimava" os escravos com Hanseníase (lepra) na época. Inclusive o que hoje chamamos de rua dos Lazaretos, era local de tal fogueira humana e teria sua origem nesta versão.
Verdade ou não, o fato é que a cidade tem provas que viveu intensamente esse período de engenho e do ciclo da Cana-de-áçucar. Exemplo disso são as ruínas encontradas pelas bandas dos arredores do bairro de Santo Expedito, Santa Rosa. A construção é feita num período que se usava óleo de baleia como argamassa.
Por falta de uma política de manutenção de nosso patrimônio histórico, essas ruinas estão condenadas a deixarem de existir. Isso porque, segundo fontes do local, hoje elas estão situadas num terreno gerenciado pela Light S/A e pode ser demolida ao bel-prazer da empresa.

Situações como essa nos faz pensar e bater na mesma tecla, quanto se perde quando não se tem uma educação voltada para a cidadania e a cultura local...

Já imaginaram quanto seria interessante que esses locais fossem reconhecidos como patrimônios históricos, recebessem visitas de alunos e aulas "ao vivo" onde os alunos pudessem sentir que fazem parte da história que não é só uma gravura de um livro?

Vai aqui meu humilde apelo para que se comece a mapear lugares como esse. Quem disse que Queimados não tem uma vocação cultural?

16 comentários:

  1. Este conjunto arquitetônico em ruínas nunca fez parte de nenhum engenho. Escravos queimados? é muita maldade e desprezo com a história da cidade. O povo tem que PESQUISAR E ESTUDAR os fatos
    Para pesquisar a história de Queimados, entre em contato com o Arquivo da Cúria
    arquivodiocesano@mitrani.org.br
    grato

    ResponderExcluir
  2. Antonio, obrigado pela sua participação.
    Onde podemos conseguir a história ou a estória?
    De certo, de nada muda se foi um engenho ou não (segundo moradores locais e antigos eram) mas o que importa?
    Não há e nunca que eu saiba houve ainda um estudo profundo da história de Queimados. Vivemos de um subhistória(se é que podemos falar desse jeito) contada por Nova Iguaçu...
    De qq forma sua sugestão é oportuna e a minha tb. política pública com nosso patrimonio, já!
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pl blog!Incrível!

    ResponderExcluir
  4. Seria mto legal a valorização da história de Queimados. Os próprios moradores deveriam reconhecer os prós de morar aqui...Eu, por exemplo, moro em Queimados desde os 6 anos, me formei pela Estácio de Sá daqui e queria muito comprar uma casa aqui mas os valores são exorbitantes ( conheci o blog pesquisando sobre isso). Tenho uma amiga que está fazendo sua monografia com base na história da Baixada e principalmente de Queimados. É surpreendente a riqueza cultural e histórica da nossa cidade! Pena que não exista ainda um espaço público para divulgação destes e tantos outros trabalhos incríveis para a população.

    ResponderExcluir
  5. Seria mto legal a valorização da história de Queimados. Os próprios moradores deveriam reconhecer os prós de morar aqui...Eu, por exemplo, moro em Queimados desde os 6 anos, me formei pela Estácio de Sá daqui e queria muito comprar uma casa aqui mas os valores são exorbitantes ( conheci o blog pesquisando sobre isso). Tenho uma amiga que está fazendo sua monografia com base na história da Baixada e principalmente de Queimados. É surpreendente a riqueza cultural e histórica da nossa cidade! Pena que não exista ainda um espaço público para divulgação destes e tantos outros trabalhos incríveis para a população.

    ResponderExcluir
  6. Profª Fatima Muniz -Históriasábado, 17 julho, 2010

    Há um engano, não é em Santo Expedit0 - Santa Rosa e sim, no Parque Ipanema (Belmont). Levo meus alunos da E.M. Prof.Washington Manoel(antigo IEGA)e da E.M. Prof. Leopoldo Machado (antigo Pedro Jorge)d0 6º ao 9º ano para que reconheça o lugar histórico deslumbrante, porém sem definição, isto é, não sabemos o que foi e nem a data.. Já pedi a todos os secretários de Educação e Cultura que já passaram pelos governos de Queimados anteriores e principalmente o atual o sr. Lenine... Nossa Igreja central (Igreja de N.S. da Conceição de Marapicu) é em estilo barroco e data de 1737.
    Temos uma árvore de aproximadamente 400 anos, no Jardim Magnólia (Valdariosa), segundo o dono do terrenos o sr. joel ela se chama Sucuruci. Vamos cobrar! Vamos historiar nossa cidade, pois ela tem muita história para contar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela colaboração Professora Fátima. Desculpem minha falta de tempo de atualizar esse blog, mas agradeço as visitas...

      Excluir
  7. Sim, a história sobre a lepra é verdade. Meu avô, veio morar aqui há uns 65 anos atrás, porém antes disso, antes de sua mãe falecer, ele era rico, quando os "nobres" passavam por aqui de trem ele tampava os narizes com lenço, porque tinham medo de "pegar" lepra ou alguma doença, que ficou "perdida" aqui.
    Por coincidência, anos depois ele veio morar aqui, infelizmente ele já faleceu a 3 anos. Ele foi um dos primeiros moradores de Queimados, primeiro morador do Belmonte. Infelizmente, não pude descobrir um pouco dessa História talvez ele saiba algo sobre as ruínas, alguma outra história sobre ela. Infelizmente vamos precisar estudar. Por causa da minha família, e de minha cidade, quero me tornar em historiadora e descobrir mais sobre nossa cidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem todo nosso apoio Daniele e obrigado pela participação. Abraço!

      Excluir
    2. Se puder recomendo uma passadinha no Blog do Amigo e historiador Nilson sobre patrimônio:
      http://memoriaqueimados.blogspot.com.br/

      Excluir
  8. Ah! esqueci de parabenizar pelo blog, está ótimo ♥

    ResponderExcluir
  9. Olá! Sou Jonas Machado e estudante de Turismo. Comecei a escrever sobre Turismo na Baixada Fluminense e estou procurando expandir meu estudo e conhecimento para o crescimento de Turismo em nossa Região, com o propósito de proporcionar uma melhor infraestrutura a população. Já publiquei algumas matérias na Revista Queimados. Quem puder me ajudar e falar sobre lugares que nao sao conhecidos, agradecerei. Vamos promover o progresso de nossa Região. Vamos honrar o que está escrito em Nossa Linda Bandeira Nacional! Viva o Progresso!

    ResponderExcluir